Kart Indoor: Entendendo o Equipamento - Parte 1

 

Kart Indoor: Entendendo o Equipamento

- Parte 1

 

Percebemos que muitos dos nossos seguidores estão apenas começando no kart indoor e com isso temos recebido um volume muito grande de mensagens com dúvidas sobre conceitos básicos do kart.

Pensando nisso, decidimos estruturar uma sequência conteúdos que vão levar informações para todos os pilotos de kart indoor que nos acompanhas, desde os mais novatos, até os mais experientes.

Então vamos lá!

Antes de falarmos sobre o que fazer dentro do kart, precisamos saber o que é o kart e como é a sua mecânica. É importante salientar que não vamos entrar em aspectos técnicos complexos para não tornar a leitura chata.

Vamos imaginar um kart indoor, um kart convencional de locação disponível em diversos kartódromos no Brasil...vou colocar uma foto abaixo para ilustrar, pois temos alguns fabricantes e podemos ter alguns diferentes entre eles, mas de uma maneira geral, todos seguem a mesma lógica.

Vale lembrar que o kart indoor, de uma maneira objetiva, é composto por Chassis, Motor, Pneus e Outros componentes. Nessa matéria vamos falar apenas do Chassis, do Motor e dos Pneus, pois são eles que vão fazer a maior diferença de um kartódromo para o outro.

Na foto acima estamos vendo o Chassis da Metalmoro – na minha opinião, o melhor chassi que temos atualmente no Brasil. Existem também outros fabricantes de chassis de kart como Mega, Mini, entre outros. Cada marca possui suas características e que proporcionam experiências de pilotagem diferentes, por exemplo: enquanto um chassi da Metalmoro possibilita uma pilotagem mais agressiva por ter um equilíbrio melhor entre dianteira e traseira, os chassis da Mini possui uma frente bem pesada e que pode acabar por gerar uma experiência desconfortável caso você seja um piloto de primeira viagem ou que coloca muita força nas mãos.

É importante que você experimente, se na sua região tiverem kartódromos com diferentes tipos de chassis, todos disponíveis e tente sentir a diferença entre eles. Costumamos falar que os melhores pilotos de kart indoor são aqueles que se adaptam com mais facilidade aos diferentes tipos de kart.

Vou abrir um parêntese aqui para explicar um aspecto técnico sobre ser um bom piloto de kart indoor - Pense com bastante atenção à última frase: Mesmo dentro de uma mesma frota do mesmo kartódromo, com karts da mesma marca, você terá karts diferentes. Será que você consegue se adaptar a todos eles com a mesma facilidade? Será que você consegue se adaptar à um kart saindo de frente? E um kart saindo de traseira? E um kart sem motor?

Pense sobre isso!

Agora voltando ao kart, observe que o chassi é uma composição de tubos soldados e na parte traseira direita é colocado o motor, normalmente são utilizados motores estacionários preparados. Já vi motores de diversas potências: 9hp, 10hp, 13hp, 15hp...normalmente as pistas de kart pequenas ou feitas em estacionamentos utilizam motores de 9hp para baixo, enquanto pistar maiores, como Kartódromo Granja Viana, Kartódromo Nova Odessa, Speed Park Birigui, utilizam motores com potências entre 13hp e 15hp.

Posteriormente vamos fazer uma lista dos principais kartódromos do Brasil, de todas as regiões do país – Não quero ser injusto e apenas falar dos principais kartódromos aqui do estado de São Paulo.

Normalmente os motores são da marca Honda, mas existem outros fabricantes para o mesmo tipo de motor após a queda de algumas patentes que a Honda possuía – informação incerta.

Procure experimentar diferentes tipos de potência de motor, karts mais fracos requerem nível técnico mais fino para a pilotagem, pois qualquer erro pode custar uma recuperação de velocidade muito demorada. Karts com motores mais potentes possibilitam uma experiência mais prazerosa e tendem a equilibrar mais o grid pois pequenos erros podem ser quase que imperceptíveis, quando o kartódromo faz a lição de casa no equilíbrio da frota.

Uma característica importante sobre a posição do motor no kart é que por causa dele, o banco é ligeiramente deslocado para esquerda, isso faz com que o kart que você vai pilotar seja torto.

Por último, vamos falar dos pneus utilizados no kart indoor. Normalmente os kartódromos optam por pneus de composição mais dura, que possuem uma durabilidade maior e são mais rentáveis ao kartódromo. Já vi alguns kartódromos utilizarem outras composições de pneus, mas geralmente quando seu asfalto é muito escorregadio.

De uma maneira geral, é igual ao que você vê na Fórmula 1, quanto mais duro o pneu do kart, menor a aderência.

Principal fabricante de pneus de kart é a MG, que fornece para a maioria dos kartódromos no Brasil, apesar de ter visto muitos kartódromos utilizando pneus recondicionados, o que dificulta bastante a equalização da frota, por um baixo padrão de qualidade desses pneus.

Nos próximos posts vamos falar sobre os outros componentes do kart, como acelerador, freio, eixo, volante e etc...

Espero que gostem

Vídeo explicando os detalhes do texto sobre o Kart Indoor:

 

 

        

 

 

Giovanni Ballarin

Academia do Kart