Os tipos de Ápice no Kart Indoor – Parte 1

 

Os tipos de Ápice no Kart Indoor – Parte 1

 

Esta matéria é a primeira de uma sequência que abordará alguns fundamentos da pilotagem do kart indoor.

Antes de falarmos de técnicas de kart propriamente ditas, vamos explorar alguns fundamentos que servirão de base para o nosso entendimento holístico sobre o kart indoor.

É muito comum observar pilotos de kart indoor que não fazem a menor ideia das possibilidades de linha quando estão executando uma curva. Seguem simplesmente de forma automática.

Uma curva é composta de 4 tempos e um deles é o tema principal desse artigo, que é o Ápice. Este é sem dúvida o tempo mais importante de todas as curvas e é ele que deve balizar todos os outros tempos – falaremos disso em outras matérias.

Vamos lá! Vamos falar mais sobre o Ápice das Curvas de Kart Indoor.

O ápice é, de uma forma geral, o ponto onde o seu kart indoor vai passar mais próximo da parte interna da curva...é o ponto da curva onde o seu kart encosta ou passa próximo à zebra.

As vezes não é possível passar na zebra pois o terreno não permite. Você pode ter um buraco ou pulo no lugar. É sempre importante conhecer a pista antes de decidir onde será o ápice das curvas daquele traçado.

Agora que já sabemos o que é o Ápice, vamos entender os seus tipos.

Existem 3 tipos de ápices possíveis ao executar uma curva: o ápice médio, tardio e adiantado.

Para identificar os tipos de ápice precisamos segmentar a parte interna da curva em 3 partes: a parte inicial (de 0% a 45%), a parte média (de 45% à 55%) e a parte final (de 55% à 100%)

Se você assistir o nosso vídeo sobre ápice, esse entendimento das porcentagens vai ficar mais claro >>> Link para o vídeo <<<

Vamos explanar sobre os tipos de ápice de uma maneira bem objetiva:

  1. Ápice Médio: é quando nosso kart passa na parte média da parte interna da curva. Tem como característica uma entrada bem equilibrada e uma saída também. É de longe o ápice mais executado e pode ser aplicado muito bem à qualquer curva quando ainda não se decidiu por qual ápice utilizar.
     
  2. Ápice Tardio: é quando levamos o nosso kart a passar na parte final da parte interna da curva. Nesse caso, a nossa entrada é um pouco atrasada (Mais lenta) para buscar uma saída mais forte. É recomendável utilizar esse ápice em curvas que antecedem à grandes retas.
     
  3. Ápice Adiantado: quando nosso kart toca na parte inicial da parte interna da curva. Nesse caso vamos entrar um pouco mais cedo (Velocidade maior) e por consequência vamos espalhar mais na saída. É o tipo de ápice menos utilizado, mas que pode ser um grande trunfo quando aplicado na curva certa.

Dica valiosa: procure no seu kartódromo uma curva que você executa sem a necessidade de reduzir a velocidade e que tenha um trecho de reto grande pela frente. Essa curva pode ser feita com ápice adiantado.

Quando você está executando uma linha de rolagem normal, sem ultrapassagem ou defesa de posição, é possível identificar o ápice ideal de cada curva depois de algumas poucas voltas...então saiba que existe um ápice ideal para curva.

Agora que você já sabe quais os tipos de ápice de uma curva, comece a testar ai no seu kartódromo qual é o melhor para cada curva.

Se ao executar a curva, estiver com dificuldade de passar sobre o ápice, independente do tipo, leia essa matéria. >>>Link da Matéria<<< Você pode estar com Overdrive.

Um grande abraço

Giovanni Ballarin